quarta-feira, 12 de novembro de 2008

J'aime Paris!

A cidade da elegância, da arte.
Toda charmosinha.
Nada mais, nada menos que Paris.


Visitei Paris no ano 2000 com a minha avó, e foi tão lindo ter a chance de poder voltar. Adoro essa sensação de "flashback".
Fui com um tour organizado pela escola.
Chegando em Paris as 7:30 da manhã, todos fresquinhos para as longas caminhadas que viriam pela frente.
Eu, a minha companheiríssima de maratonas turísticas Bethina, e o meu vizinho Tobias vasculhamos cada canto daquela linda cidade.


O ônibus nos deixou à frente do Arc de Triomphe e caminhamos em direção à Sacré-Cœur, que é uma das mais lindas Basílicas de Paris.


O Arc de Triomphe é um monumento construído em comemoração às vitórias militares de Napoleão Bonaparte, o qual ordenou a sua construção em 1806. A obra detém, gravados, os nomes de 128 batalhas e 558 generais. Em sua base, situa-se o Túmulo do Soldado Desconhecido, que é uma homenagem aos 1921 mortos nao identificados da Primeira Guerra Mundial.


O arco localiza-se na praça Charles de Gaulle, dela irradiam-se 12 avenidas, razão pela qual foi, nomeada L’Étoile (A Estrela).
Encontra-se em uma das duas extremidades da importante avenida Champs-Élysées.
Gostei da criatividade do nome, que refere-se aos Campos Elísios, o reino dos mortos na mitologia grega, o lugar dos infernos, onde jaziam as almas virtuosas.


Caminhando.... Na direção do Sol.



O Obelisco egípcio de Luxor, com 3.300 anos, foi transportado para a França em 1836, oferecido pelo Egito em reconhecimento ao papel do francês Champollion, primeiro tradutor dos hieróglifos. Os hieróglifos que o cobrem celebram a gloria do Faraó Ramsés II.

A Place de la Concorde situa-se ao final da Avenida por onde passamos, a Champs-Élysées. É a maior praça da capital francesa, uma das mais famosas e palco de importantes acontecimentos da História da França.
A praça tornou-se o grande teatro sanguinário da Revolução Francesa, com a instalação da guilhotina, primeiramente para a execução de ladrões de jóias da Coroa. Porém o uso dela acaba se tornando comum, tirando-lhe a cabeça a aproximadamente 1020 pessoas, entre elas, grandes nomes como Luís XVI, Maria Antonieta, Georges-Jacques Danton, Robespierre e Antoine Lavoisier.


A praça deseja ser uma celebração ao gênio naval da França com fontes monumentais - a Fontaine des Mers (Fonte dos Mares) e a Fontaine des Fleuves (Fonte dos Rios)



Academia nacional de música!

Nunca caminhei tanto! Mas cada passo andado valeu a pena!
Com os seus cafés de esquina, seus retratos, seu encanto.
A Paris de africanos, budistas, ingleses, muçulmanos, americanos, baianos, Amélie Poulin e sobretudo parisienses.

Sacré-Cœur...


A basílica foi inaugurada em 1914. Os arredores, no alto da colina de Montmartre, ainda conservam um ar da Paris do fim do século 19 e início do 20, quando circulavam por ali artistas como Renoir, Picasso, Matisse, Toulouse-Lautrec. Ah, e como esquecer: foi cenário daquele filme simpático da menina Amélie Poulan (e seu destino fabuloso).
Visitando a Sacré-Cœur, invariavelmente você será atacado por vendedores de bugigangas.


A arte envolve a cidade. A música chega a todos os cantos.


video

Caminhamos por Montmartre que desde os tempos de Toulouse-Lautrec, sempre foi o bairro dos boêmios, casas noturnas, artistas e profissionais do sexo. Ao longo da Boulevard de Rochechouart e Boulevard de Clichy o que mais se encontra são sexshops e casas de shows eróticos, começando pelas populares até a mais refinada de todas, o cabaret Moulin Rouge.

Entramos também nas Galerias La Fayette, símbolo do luxo, a alta costura, as jóias e os perfumes.
Voilà Bethina, Maitê et Tobias. Notre-Dame.

O gótico permite uma ligacao da terra ao céuUm conjunto de 200 bonitos vitrais compoe a sua fachada "And the cathedral was not only company for him, it was the universe..."
(Victor Hugo, Notre Dame de Paris, 1831)
Quem lembra da história do "Corcunda de Notre-Dame"?
Durante o espírito do romantismo o escritor Victor Hugo nos conta a história de Quasímodo que se apaixona por uma cigana de nome Esmeralda.

video
Interior da Notre-Dame

Típico cartao postal!
Visita ao museu do Louvre... Eu vi a Monalisaaa

Centro Pompidou A vista da cidade desde a Sacre-Coer


A grandiosa prefeitura de Paris. L'Hôtel de Ville em frânces =)

Liberté, Ecalité et Fraternité



E quando menos se espera, a noite cai


E a Cidade-Luz aparece.

Nenhum comentário: